ESTIMA-SE QUE, TODOS OS ANOS, OS OCEANOS SEJAM POLUÍDOS COM CERCA DE 4,8 MILHOES A 12,7 MILHÕES DE TONELADAS DE PLÁSTICOS.

Caderneta Sustentável I Shaeco

Shaeco Champôs sólidos

Uma caderneta sustentável? O que é isso? Vamos ter cromos físicos? Não, descansem. Trata-se da nova rúbrica do Reciclar Não Chega!    

                   
Assim, numa altura em que estamos em confinamento, pretendemos alertar-te para a necessidade de, também neste período, não te esqueceres de que é necessário atuar. Neste sentido, convidámos alguns influenciadores e marcas a dar o testemunho, mostrando-nos que a mudança não é assim tão difícil. 

Seja através da redução do nosso consumo, da alimentação, do apoio à economia circular ou, simplesmente, mostrando à nossa rede o que tem vindo a acontecer naquele que é o NOSSO Planeta.

Conheçam hoje a Shaeco, uma marca 100% portuguesa que comercializa champôs sólidos. 

Caderneta Sustentável I Especial Confinamento (4)

Shaeco Champôs sólidos

A história da Shaeco

1. Como surgiu a ideia de criar a Shaeco?

A Shaeco começou a ser pensada em 2018, tendo demorado cerca de 18 meses desde o momento da ideia até ao lançamento da marca e loja online. 

Nos últimos anos, principalmente desde que fui mãe, procurei implementar alternativas mais sustentáveis no meu dia-a-dia. Desde recusar produtos em plástico ou que não terão utilização só por serem oferta, à utilização de sacos próprios nas compras, a redução do consumo (principalmente na aquisição de roupa, o que para mim seria impossível há uns anos dado que trabalhei no segmento da moda), entre outros. Durante este processo de procura por produtos alternativos, encontrei o champô sólido, mas depois de experimentar vários, nunca fiquei totalmente satisfeita com o resultado.

Por outro lado, sempre tive vontade de ter uma marca própria e de vender através dos canais digitais. No entanto, não queria que fosse apenas mais um produto que apelasse ao consumo; procurava algo que acrescentasse valor no mercado e que ajudasse os consumidores a fazerem pequenas mudanças no seu dia-a-dia, como aquelas que eu e a minha equipa temos vindo a fazer. Este foi sempre um projeto de equipa porque todos acreditamos na missão da Shaeco.

Shaeco Sabonetes Sólidos

2. Porquê champô sólido?

A ideia inicial partiu do desenvolvimento de um champô sólido, que fizesse mais espuma do que os outros champôs, fosse fácil de transportar (daí nasceu a caixa de transporte) e que pudesse ser usado por todas as pessoas, com diversos tipos de cabelo e idades.

Queríamos desenvolver um produto que nós também quiséssemos usar no dia-a-dia. Partimos do princípio de que seria possível desenvolver um champô sólido com a mesma performance dos champôs tradicionais, com uma fórmula premium e ingredientes naturais.

Escolhemos o champô por ser um dos produtos que mais consumimos e que mais leva ao desperdício de plástico por ser descartável. 

3. Quais os valores da marca?

POUPANÇA DE ÁGUA

Produtos que consomem menos água durante o processo de produção.

EMBALAGENS SEM PLÁSTICO

Embalagens sem plástico, reutilizáveis e não descartáveis.

TINTA COM BASE VEGETAL

A tinta utilizada nas embalagens tem uma base vegetal, mais sustentável e amiga do ambiente.

 

PAPEL 100% RECICLADO E RECICLÁVEL

E é utilizado o mínimo de papel necessário.

PRODUTOS VEGAN E CRUELTY-FREE

Nenhum produto ou matéria-prima é testado em animais e todos os ingredientes são veganos.

Shaeco champôs sólidos

4. Quais os maiores obstáculos na fundação da Shaeco e desenvolvimento dos champôs sólidos?

Objetivo da marca: Um produto de qualidade premium, produzido em Portugal. 

Pesquisamos durante cerca de um ano até encontrarmos um parceiro muito próximo da nossa Sede, em Viana do Castelo.

Depois tivemos de o “convencer” a desenvolver e alterar fórmulas, até chegarmos a uma que cumpria com os nossos requisitos. Por exemplo, sempre soubemos que o champô tinha de fazer a mesma espuma, após o contacto com água, que um champô “normal”, caso contrário, os clientes não estariam dispostos a trocar de champô.

Fomos trocando várias ideias até chegarmos ao extrato de coco, que é o que permite ao One & Done ter a mesma performance que os outros champôs “tradicionais”, tanto em termos de espuma, como aroma e propriedades de limpeza.

Desde cedo optamos por uma produção industrial que nos garante um rigoroso controlo de qualidade do produto e elevada escalabilidade do negócio. Tivemos de investigar, pedir ajuda a pessoas conhecidas e outros parceiros de negócio, reunir e pedir amostras.

Investigamos também muito os ingredientes, lemos tudo que seria possível sobre o tema, para garantir que além dos ingredientes, escolhíamos matérias-primas de fontes sustentáveis. Por outro lado, procuramos fornecedores certificados, com as devidas garantias de sustentabilidade das matérias-primas, assim como cumprimentos de não testar em animais, entre outras.

Tem sido um maior desafio certificar a origem das matérias-primas do que chegar a fornecedores que se posicionam com a mesma proposta de valor. Felizmente, os parceiros com os quais trabalhamos, cumprem normas bastante rigorosas na produção e têm certificados neste âmbito.

Também desenvolvemos a Pebble, uma caixa de transporte que inclui desperdícios da indústria corticeira. Foi um dos pedidos que os clientes de champô sólido nos fizeram porque reconheciam a vantagem de um produto sólido em viagens.
Vera Maia Shaeco
Vera Maia
CEO Shaeco

Penso que no segmento dos cosméticos já existe uma grande preocupação em seguir processos produtivos sustentáveis, com menor desperdício de água, redução de plástico e colas, entre outros. 

No entanto, existirá sempre o problema de armazenamento de produtos líquidos em que o plástico é sempre a matéria-prima mais utilizada por ser leve no seu transporte e resistente. A longo prazo acredito que os fornecedores procurem alternativas ao plástico descartável, como embalagens recarregáveis, em vidro ou alumínio. Mas para isso, terá também de mudar toda a cadeia de valor e de distribuição.

Por outro lado, também desenvolvemos a Pebble, uma caixa de transporte que inclui desperdícios da indústria corticeira. Foi um dos pedidos que os clientes de champô sólido nos fizeram porque reconheciam a vantagem de um produto sólido em viagens de avião, por exemplo, mas não sabiam como o transportar.

Quisemos aplicar o mesmo conceito do champô: um produto de elevada qualidade com a sustentabilidade em primeiro lugar, com matérias-primas resistentes e produzido em Portugal.

Shaeco Champô Sólido

5. Para quem tem dúvidas relativamente à compra de um champô sólido, quais os argumentos certos para convencer as pessoas?

O champô é um produto utilizado por todos desde que somos bebés. No entanto, estamos formatados para adquirir estes produtos nos lineares dos supermercados, nas lojas de especialidade ou no cabeleireiro que frequentamos.

E nesses locais, 99,99% dos champôs têm o formato líquido, em embalagens de plástico e com ingredientes que podem prejudicar o couro cabeludo ou a pele.

Por outro lado, os consumidores possuem pouca informação sobre a maior parte dos produtos cosméticos que consomem. Para que a mudança aconteça, é necessário que as grandes superfícies apresentem estes novos produtos aos clientes e que a informação sobre os ingredientes seja mais clara e transparente. As grandes marcas de produtos também podem incitar à mudança com a apresentação de alternativas de qualidade.

O cliente Shaeco é o cliente que está a começar a implementar a mudança no seu dia-a-dia. Procura produtos novos em que a sustentabilidade é o foco. Para muitos, é a primeira vez que usam champô sólido e nem sabiam da sua existência até agora. Quando usam o champô pela primeira vez compreendem que podem ter a mesma qualidade do champô que usavam anteriormente, sem o desperdício de plástico e água.

6. Quem é o cliente Shaeco?

O cliente Shaeco é o cliente que está a começar a implementar a mudança no seu dia-a-dia. Procura produtos novos em que a sustentabilidade é o foco. Para muitos, é a primeira vez que usam champô sólido e nem sabiam da sua existência até agora. Quando usam o champô pela primeira vez compreendem que podem ter a mesma qualidade do champô que usavam anteriormente, sem o desperdício de plástico e água.

7. O preço pode ser muitas vezes um entrave à compra de um champô sólido. No entanto, a sua durabilidade é bastante superior. Em que proporção?

O champô sólido contém, em média, menos 70% de água na sua produção. Como é compacto, permite também reduzir o transporte. Eu transportei 2.000 champôs no meu carro. Cerca de 27 caixas.

Cada champô One & Done equivale a cerca de 2-3 champôs de 250ml.

Se pensarmos bem, quando compramos champô líquido, estamos a adquirir água com um agente de limpeza. O que ocupa mais espaço no transporte e nas nossas casas é a embalagem de plástico, que até tentamos reciclar, mas nem sempre vai ter ao local correto.

8. Como vê as marcas de grande consumo a apostarem nos champôs sólidos? São mesmo ecológicos, ou trazem algum “ingrediente escondido”?

A concorrência vai ser essencial para o crescimento da nossa marca e de outras.

Assim que as marcas com maior notoriedade apresentarem alternativas mais sustentáveis, as marcas mais pequenas e independentes, vão ter a capacidade de concorrer no mercado global porque, a partir desse momento, os nossos produtos deixaram de ser atribuídos a nichos e entrarão nos radar dos clientes a nível mundial.

A nossa diferenciação parte da missão da marca, ao manter a produção local – mas escalável, pelo facto de se tratar de uma produção industrial – e pela inovação constante que traremos aos nossos produtos.

O champô trata-se apenas do primeiro passo para conseguirmos entrar na cabeça dos nossos clientes.
Vera Maia Shaeco
Vera Maia
CEO Shaeco

Shaeco nos mercados internacionais

9. No ano passado operacionalizaram a vossa entrada nos EUA com uma equipa própria. Como tem sido a expansão para o mercado internacional?

A exportação faz parte dos nossos planos atuais e representa cerca de 20% da nossa faturação até ao momento, dividida entre Espanha, França, Reino Unido e Alemanha. 

Em 2020, a nossa maior aposta passou pelos Estados Unidos da América com distribuição local, em 2020, mas decidimos em 2021 focar a nossa estratégia nos países da comunidade europeia. 

Sentimos necessidade em solidificar a notoriedade da marca a nível local antes de investirmos numa nova estratégia fora da comunidade europeia. Também acreditamos que os valores de produção e distribuição local, se deverão sobrepor a uma ambição de internacionalização.

A exportação representa 20% da faturação da Shaeco

10. Qual o vosso produto estrela?

É, sem dúvida alguma, o One & Done. É o nosso champô sólido, enriquecido com óleo de argão para hidratar profundamente o cabelo e o couro cabeludo e com extrato de coco para que faça a espuma que gostas, quando entrar em contacto com água.

Adequado para todos os tipos de cabelo, tem uma fórmula sem sal e sem sulfatos, que respeita os cabelos com coloração, tratados quimicamente ou com extensões. É também um champô compatível com o método Curly Girl. E pode ser usado por crianças a partir dos 3 anos.

O champô sólido One & Done é desenvolvido com ingredientes seguros e vegan, e é um produto cruelty-free.

11. Qual o feedback que têm recebido por parte dos vossos consumidores?

Recebemos um feedback muito positivo. O aroma do champô é a caraterística mais elogiada. Temos quem diga que o aroma dos produtos conquista ainda mesmo antes de abrir as embalagens; ou que até têm vontade de lavar o cabelo mais vezes só para sentirem o aroma. 

Muitos clientes elogiam também a leveza, a suavidade e o brilho que o champô deixa no cabelo.

Shaeco champôs sólidos

O aroma do champô sólido da Shaeco é a característica mais elogiada.

12. Por onde passa o futuro da Shaeco?

Estamos a trabalhar “a todo o vapor” no lançamento do nosso condicionador sólido. É o produto que os nossos clientes mais nos pedem.

E nós ouvimos os seus pedidos e estamos a desenvolver uma fórmula que cumpra os nossos padrões elevados de qualidade, para que o condicionador seja tão bom ou melhor que o champô sólido.

Prometemos lançar o nosso condicionador muito em breve!

Caderneta Sustentável Shaeco

Partilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on twitter

Deixe uma resposta

RECICLAR NÃO CHEGA

The truth is: the natural world is changing. And we are totally dependent on that world. It provides our food, water and air. It is the most precious thing we have and we need to defend it.

David Attenborough