ESTIMA-SE QUE, TODOS OS ANOS, OS OCEANOS SEJAM POLUÍDOS COM CERCA DE 4,8 MILHOES A 12,7 MILHÕES DE TONELADAS DE PLÁSTICOS.

Incêndios na Amazónia aumentam 25%

Desflorestaçao
Apesar de grande parte dos noticiários serem ocupados com peças relativas à COVID-19, a verdade é que os incêndios na Amazónia não pararam desde que o virús passou a estar na ordem do dia.

É muito recorrente que, quando um trending topic entra na esfera das notícias, outros tantos deixem de ter relevo. Infelizmente, acho que a desflorestação é um tema que deveria ser abordado pelos noticiários de uma forma mais regular para alertar a população sobre o assunto. Se todos estivermos mais conscientes desta realidade, a nossa forma de atuação e pensamento serão diferentes.

Isto porque, ainda que nos últimos dias as principais notícias dos espaços informativos se tenham centrado nas eleições norte-americanas, na COVID-19 ou nas novas medidas do Governo para controlar a disseminação do virús, os incêndios na Amazónia continuaram a aumentar.

De acordo com os dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, nos dez primeiros meses de 2020, houve um incremento de 25% do número de fogos na nesta zona.

Outubro registou 17.325 incêndios na maior floresta tropical do mundo, o dobro dos que foram registados no período homólogo. Por outro lado, o total de fogos entre janeiro e o final de outubro do corrente ano (89.176), já ultrapassou o total de fogos durante todo o ano de 2019.

Em setembro, o Pantanal brasileiro (planície com 80% da sua área inundada na estação chuvosa) já havia igualmente registado um recorde no número de focos de incêndio desde que os registos começaram a ser feitos pelo INPE. Esta zona é considerada um santuário de biodiversidade, conservando ainda espécies classificadas como “quase ameaçadas” de extinção pela União Internacional para a Conservação da Natureza.

De acordo com as autoridades, os incêndios nesta zona húmida do Pantanal está relacionada com a desforestação ilegal, o que intrefere no ciclo natural das chuvas. Como consequência, este ano os níveis de humidade do Pantanal baixaram para os menores indíces dos últimos anos pela insuficiência de chuva. 

Na sequência desta situação, estão a ser investigados produtores suspeitos de colocar fogo em vegetação para transformá-la em pastagens para a criação de gado.

A desflorestação na Amazónia tem piorado ano após ano mas, com a eleição de Joe Biden nos Estados Unidos da América, prevê-se que sejam feitos esforços para inverter esta realidade. O Presidente avançou num debate contra Donald Trump que, caso fosse eleito, “começaria imediatamente a organizar o hemisfério e o mundo para disponibilizar 20 biliões de doláres para o Brasil não queimar mais a Amazônia.

Partilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on twitter

Deixe uma resposta

RECICLAR NÃO CHEGA

The truth is: the natural world is changing. And we are totally dependent on that world. It provides our food, water and air. It is the most precious thing we have and we need to defend it.

David Attenborough